segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

NUM SONHO LINDO

Numa saudade inquieta,
guardo no peito,
a lembrança certa,
que me irrequieta...
Num aperto magico,
onde um arrepio,
faz-me estremecer de amor...
Louca de paixao,
num fogo que arde,
no peito de um sonhador,
enlouquece um coraçao,
numa vontade subita de amar...
Num mar de emoçao,
abro os braços para te receber,
no meu silencio,
la estas tu,
de braços abertos para me beijar...
Desejando ficar,
tenho que voltar,
deixando teu olhar triste,
sem me tocar...
Vivendo num mundo de loucos,
deixo-me voar,
e num sonho lindo,
vou te alcançar...

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

QUE TRAPALHADA...

Sinto-me...
...ou melhor,
nao sinto...
...sei lá...
Já nao sei nada,
já nao sei o que sinto...
Estou baralhada,
que confusao...
Hoje nao sinto nada,
sou gente,
tambem tenho esse direito...
Olhando em volta,
vejo um mundo de fachada,
cheio de nada,
entre o tudo,
nao vejo nada...
Que trapalhada,
ao som da gargalhada que feliz,
se ri de nada,
onde chora um coraçao numa alegria safada...
Sinto-me...
Cheia de nada...

QUEM DISSE...???

Canto,
num pranto de saudade,
onde a verdade se perde entre a vaidade...
Canto,
num mundo perdido,
já meio esquecido,
onde o passado me persegue,
na memória de uma saudade orgulhosa...
Quem disse que a vida é fácil????
Nao,
a vida nao é fácil...
Sentimentos misturam-se,
olhares mentem,
lágrimas caem,
por um amor mal compreendido...
é preciso saber olhar para o outro lado,
o lado interior,
onde a verdade acontece,
e a vaidade desaparece...
É lá que a pureza aparece,
é lá que vive o amor verdadeiro,
onde o sonho permanece...

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

NAS ASAS DE UM SONHO

Pessoas doces e meigas,
nao deviam chorar...
Pessoas simples e lindas,
nao devem sofrer...
Cada coraçao devia ter o que merece,
a vida nao é feita para chorar...
Facil,
é dizer...
Dificil,
é fazer...
O sonho,
é o caminho aberto para seguir,
onde asas,
sao vida,
e o pensamento voa...
Por isso...
Voa,
nas asas de um sonho,
livre sob um mar de alegria,
na fantasia com cheiro a maresia,
agarra a magia da vida...
Voa,
onde o sonho te levar,
sorrindo,
voa sem parar,
leva contigo,
o que aprendeste,
sem esquecer,
o que choraste e o que sorriste...
Ouve o coraçao e lembra-te,
a vida foi feita para amar...

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

UMA MIRAGEM

Abro a porta de minha alma,
pé ante pé,
espreito com cuidado...
Lá estas tu,
no fundo do meu ser,
onde tudo é magico,
entre a fantasia,
onde tudo é fantastico,
no fundo do meu ser...
Esperas,
esperas por mim...
No silencio da noite,
estendo-te a mao,
quase que te toco,
falo-te ao coraçao,
quase que me ouves...
Quase,
falta sempre um pouco...
Seras uma visao?
Talvez uma miragem,
no meu mundo deserto,
na sede de te amar,
vejo tua imagem,
numa viagem ao futuro,
num desvaneio de loucura,
num presente de passagem,
que tanto chegou como se foi,
nem fez paragem...
Assim que me viu,
disse adeus e partiu...!!!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

GANHEI ASAS

Ganhei,
por merito proprio,
ganhei,
ganhei asas...
Sou livre,
livre para voar...
Entre sonhos,
quero navegar,
de estrela em estrela,
quero brilhar...
Ser a luz dos teus olhos,
no ceu azul,
onde sorrindo,
te dou a mao,
e num sonho,
te vou beijar...
Em cada amanhecer,
quero descobrir,
em cada olhar teu,
um sonho meu...
Sou livre,
livre para amar...
Sou livre,
ganhei asas,
asas para voar,
meu destino é o teu mundo,
onde vou navegar...

sábado, 19 de fevereiro de 2011

GRITAREI AO MAR

Assim que te encontrar,
gritarei,
na imensidao do infinito,
onde o grito é mudo...
Gritarei,
ao mundo,
na força de um sorriso,
gritarei,
que te encontrei...
Encontrei-te,
no teu silencio,
escondido no meio da multidao,
teus olhos alcançarão os meus,
meu coraçao,
saltou de emoçao...
Sorrindo,
quero te abraçar,
num mundo so nosso,
onde a alegria nos vem beijar,
e no calor da paixao,
digo adeus á solidao,
dou-te a mao,
e vamos,
vamos gritar ao mar:
  --Que lindo é amar...!!!!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

QUERO...

Quero acordar,
feliz,
num dia de sol...
Quero acordar,
de um sonho,
triste,
numa noite de chuva...
Quero ser o mundo,
no mundo de alguem,
de quem triste,
vem sorrindo...
Quero o abraço forte,
de quem por sorte,
passou e eu nao deixei ficar,
com medo de magoar,
nao soube amar...
Quero tudo,
sem querer nada,
vou passando sem nada pedir,
vou levando comigo,
o nada que tenho...
Quero um sorriso enfeitiçado,
selado com carinho,
sem ser amaldiçoado,
sera bem vindo...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

MIRAGEM

Uma miragem,
ao fundo na viagem,
olhando a paisagem,
teus olhos olham os meus,
numa passagem discreta,
repentinamente,
meus olhos olham os teus,
como se nao existisses,
como se de miragem se tratasse...
Vais chegar,
pé ante pé,
vais vir ao meu encontro...
Na alegria de te ver,
vou te abraçar,
de maos dadas,
vamos caminhar...
Um dia,
quando eu for velhinha,
vou lembrar de ti,
sorrindo,
vou dizer-te:
 -- valeu a pena ter nascido,
 para te conhecer!!!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

VOU INDO

Andei,
andei muito ate chegar aqui...
Corri,
corri tanto...
Saltei e ate lutei...
Matei,
matei alguma dor e muita saudade,
sofri de verdade,
esmaguei o passado e sobrevivi...
Estou aqui,
mais forte que o vento norte,
sem medo da morte,
vou indo,
deixo no passado,
um bilhete de saudade dizendo:
 -- Passei por aqui...
para que o mundo se lembre de mim,
sempre que a saudade chegar...
Nao,
nao passei so por passar,
passei porque tenho uma missao...
Tudo tem uma explicaçao,
nem tudo é logico,
mas tudo tem um sentido,
tudo tem uma razão,
nem tudo é entendido...
Desculpa se nao posso ficar,
vou indo,
para nao mais voltar...
A vida dá tantas voltas,
nada é definitivo debaixo deste céu...
O vento sopra,
vai e nao volta...
Pensando na sorte,
o tempo passa,
a morte chega e a vida já era...
Vou indo,
levo comigo,
um sorriso nos labios e a paz no coraçao...
Tenho muito para dar,
tanto para matar e muito mais para andar...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O LIVRO

A vida é um livro,
um livro aberto,
onde nada acontece por acaso...
No livro da vida,
há paginas que se viram por si,
há paginas que precisam de ajuda para serem viradas,
há paginas vincadas,
há paginas que precisam ser arrancadas...
No livro da vida,
tudo passa,
nada ao acaso,
tudo se transforma,
nada fica no mesmo lugar...
Por isso,
deixa que as paginas se virem,
ao sabor do vento,
porque o tempo que foi,
jamais será...
O passado,
nao volta...
O passado existe na memoria,
vive na nossa mente,
atormenta o presente,
impede de viver e faz sofrer...
Olha em frente,
corre,
sonha e vive...
Corre,
mas vai devagar,
existem pedras,
podes tropeçar...
Corre,
mas nao tenhas pressa...

domingo, 6 de fevereiro de 2011

SEREI EU

Serei,
serei eu,
quem no fundo quero ser,
sem ser,
serei eu,
um ser que veio de onde,
nao sei...
Só sei que trago na alma,
o sabor de um beijo,
no peito,
um amor,
nos labios,
um sorriso,
no coraçao,
a emoçao de ser feliz...
Serei,
serei eu,
uma alma perdida,
lançada ao acaso,
esquecida no espaço...
Serei,
serei eu,
um ser de luz,
que produz alegria,
trazendo sorrisos,
em sintonia com a felicidade,
no amor e na amizade...
Serei,
serei eu,
quem no fundo quero ser...
Uma alma perdida,
ou um ser de luz...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

SEGREDOS

Segredos sao,
desejos do coraçao,
sonhados numa ilusao,
quebrados numa realidade assombrada pelo passado...

O que sao segredos,
senao meros acasos do passado,
loucos momentos de ilusao,
como trovao,
consome a multidao e apoquenta o coraçao,
num vai e vem de imoçao,
tira a paz e dá solidao...

Segredos sao,
sorrisos soprados ao sabor do vento,
descontrai no presente,
a incerteza de um futuro mal traçado...

Na corrida do tempo,
onde tudo corre sem parar,
passa a vida feito louca,
sem dar conta,
antes de naufragar,
esconde no peito,
um sonho bem passado,
de um passado mal vivido...

Na pressa de viver,
nascem os sonhos,
no medo de sofrer,
nascem os segredos...

Segredos sao medos,
medos de um destino,
um destino afogado,
no naufrágio do passado...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

QUEM SABE UM DIA

Estou cansada,
cansada de ser forte,
de olhar o norte e seguir pelo sul...
Estou cansada,
cansada de esperar...
Quem sabe um dia,
eu tenha a sorte de te encontrar...
Quem sabe um dia,
o teu olhar se encontre com o meu...
Quem sabe...???
Talvez um dia,
meu silencio tenha som,
e na ausencia das tuas palavras,
eu possa entender-te...
Quem sabe um dia,
tenhas tempo,
e possa ser tarde demais...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

QUEM (EN)CANTA

Quem canta,
nem sempre encanta,
mas quem escreve,
sente...
No coraçao,
uma ausencia,
no peito,
uma saudade,
de uma verdade que virou passado...
Quem encanta,
vive na esperança,
de um misterio inacabado,
sorrindo na ilusao,
de um futuro bem traçado...
Quem sente,
nao mente,
ou sofre calado,
ou vive num presente abençoado...
No embalo da emoçao,
tudo o que é,
sera passado,
como uma cançao,
que fica na memoria e dá saudade!!!